Pôr do sol

Pasta no teto do carro

Pôr do sol

Porque aos que Me honram, honrarei, l Samuel 2:30

Geracina é tesoureira de sua igreja, em Planalmira, Goiás. Todas as se­manas, ela colocava os dízimos em um envelope e fazia o depósito para a Associação local.
 
Naquela quinta-feira, o dia estava mais agitado. Além desse depósito, ela precisava levar seu irmão até Goiânia, para que ele viajasse de ônibus até sua cidade. Com muita pressa, Geracina acomodou as malas e muletas do irmão no banco traseiro. Depois, colocou sobre o teto do carro uma pas­ta com cerca de R$ 4.000,00 em cheques e dinheiro para depositá-los no banco. Entrou novamente em casa para chamar o marido, pegar sua bolsa e trancar a porta.
 
Todos entraram no carro, fizeram uma oração e partiram rumo ao ban­co, sem conferir se a pasta estava dentro do carro. Quando estacionaram em frente ao local, Geracina se deu conta de que não estava com o di­nheiro em mãos.
 
A angústia foi grande. Ela falou ao marido que havia deixado a pasta no teto do carro, mas nem ele nem o seu irmão tinham visto o objeto antes de entrarem no veículo. Rapidamente, voltaram pelo caminho de casa, en­quanto Geracina ligava para sua irmã para lhe contar o que havia aconteci­do. Ainda estavam ao telefone, quando sua irmã viu no portão da casa dela um dos anciãos da igreja. O homem segurava a pasta perdida que continha todo o dinheiro para o depósito.
 
Dentro de um dos envelopes da pasta, estavam os dízimos e ofertas de Geracina e seu esposo. Posteriormente, em forma de gratidão, eles devolve­ram mais dez por cento de oferta.
 
Com esse incidente, eles se atrasaram e seu irmão corria o risco de perder a condução para sua casa. Durante o caminho até Goiânia, ele orou a Deus, pedindo que detivesse o ônibus; afinal, se ele fosse no dia seguinte, teria que viajar nas primeiras horas do sábado. Quando chegaram à rodo­viária, apesar de o ônibus já estar em funcionamento, ele ainda conseguiu entrar. Até hoje, Geracina e sua família são gratos a Deus pelas bênçãos concedidas em todos os momentos.
 
Geracina Dias Batista Pereira
União Centro-Oeste Brasileira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *