Quem veio primeiro: o ovo ou a galinha?

Esse dilema nos remete a uma pergunta muito importante: “será que na história da vida na Terra as coisas acontecerão de uma forma lenta, gradual e sucessiva? Ou será que a galinha já veio pronta, ovo e galinha?”

Será que os dados científicos conseguem mostrar evidências da “Criação”?

Assista no YouTube a palestra com o renomado Prof. Dr. Marcos Eberlin, da Unicamp.

Basta clicar no vídeo a seguir.

Quem é Jesus Cristo? Faça sua escolha.

Quem é Jesus Cristo? A pergunta foi formulada por Ele próprio, conforme o registro de Mateus 16:13. Enquanto estava com Seus discípulos em Cesareia de Felipe, Jesus indagou: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?”

Desde aqueles dias, os homens têm manifestado, ao longo da história, diferentes opiniões acerca de Jesus Cristo. Para alguns, Ele é um mito; para outros, um mestre de ética, um bom homem, um tipo de filósofo, um profeta da ordem de Isaías ou Jeremias, um deus menor, ou ainda um guru.

Ele, Cristo não possuiu riqueza, poder posição, prestígio ou influência do ponto de vista humano. Ele nunca recebeu treino especializado em educação formal nas universidades de seu tempo. Até os 30 anos de idade ele trabalhou como carpinteiro de Nazaré. Na infância, entretanto, preocupou um rei e confundiu os doutores no templo. Suas questões, parábolas e ensinos desafiavam os líderes religiosos de seu tempo, bem como as poderosas estruturas do seu sistema social e religioso do judaísmo do primeiro século. Como adulto ele governou o percurso da natureza, acalmando a fúria dos ventos e das águas, multiplicou pães e peixes para alimentar multidões famintas. Como nenhum outro monarca, repreendeu o vento, caminhou sobre as ondas revoltas do mar da Galileia fazendo das aguas o seu tapete. Admirados, os seus discípulos perguntavam entre si “quem é esse homem que até os ventos e o mar lhe obedecem. Mateus 8:27

Suas palavras eram impressivas que mesmo os seus inimigos tiveram que admitir que nenhum homem falou como esse homem. Jesus Cristo nunca compôs uma música, e jamais escreveu uma canção ou um livro, contudo proveu tema para as mais diversas canções, musicas, livros e poemas de todos os compositores, escritores e poetas juntos.

Nunca exerceu formalmente a medicina, em qualquer consultório, mas curou multidões sem remédios e sem cobrar consultas ou honorários. Ao longo da história ele tem curado mais corações partidos que todos os psiquiatras e psicólogos juntos. De fato, coração partido é sua especialidade. Ele nunca comandou um exército, nunca recrutou um soldado, ou disparou uma só arma, e no entanto, nenhum outro líder jamais teve sobre o seu comando mais voluntários.

Aos seus pés, mais rebeldes têm depositado suas armas do sob as ordens do que qualquer outro conquistador. Algo extraordinário em carismática personalidade tem atraído a milhões, e inspirado aliança, lealdade, reverencia de homens e mulheres através de todos os séculos. O nome de filósofos, políticos, estadistas, mestres humanos, cientistas, escritores e teólogos, despontam e desaparecem no decorrer do tempo, mas o nome de Jesus Cristo permanece para sempre atual. O próprio calendário está baseado em seu nascimento. Herodes não pôde mata-lo, o diabo não pôde seduzi-lo, a morte não pôde corromper o seu corpo e a sepultura não pôde retê-lo. Por todos os critérios de avalição, Ele é o personagem central da história. O Novo Testamento não deixa nenhuma dúvida quanto à sua identidade. Quem dizem os homens que eu sou, foi a pergunta que Cristo fez aos seus discípulos. Ele nasceu numa manjedoura comprovada e emprestada porque não houve outro lugar para ele. Cruzou o lago num barco de outra pessoa, e montou num jumento que também tinha sido emprestado para ele. Como Ele próprio afirmou, as raposas têm covis, e as aves do céu tem ninhos, mas o filho do homem não tem onde repousar a cabeça. De fato, o relacionamento de Jesus com as coisas que tanto consideramos importantes ou valiosas, tais como dinheiro, prestígio ou poder é absolutamente extraordinário, sua liberdade em relação a essas coisas foi a última coisa dessas, sendo para nós surpreendente.

Jesus foi o único a afirmar que Ele era Deus. O escritor C. S. Lewis disse o seguinte: “Essa é a única coisa que não devemos dizer: um homem que fosse somente um homem e dissesse as coisas que Jesus disse, não seria um grande mestre da moral, mas seria um lunático, no mesmo grau que alguém que pretende ser um ovo cozinho […]. Faça sua escolha, ou esse homem era e é o Filho de Deus, ou não passa de um louco ou coisa pior. Você pode querer silenciá-lo por ser um louco, pode cuspir nele, e matá-lo como se fosse um demônio. Ou pode prostrar-se aos seus pés e chamá-lo de Senhor e Deus, mas que ninguém venha com paternal condescendência dizer que Ele não passava de um grande mestre humano; Ele não nos deixou essa opção e não quis deixá-la.”

O Novo Testamento não deixa nenhuma dúvida quanto à Sua identidade:
Ele é Deus encarnado (João 1:14);
O Messias (João 1:41);
O Servo do Senhor (Isaías 42, 49, 53);
O bom Pastor (João 10:11);
A Luz do mundo (João 8:12);
O Pão da vida (João 6:35);
A Porta das ovelhas (João 10:7);
O Lírio dos vales (Cantares 2:1);
A Estrela da manhã (Apocalipse 22:16);
A Ressurreição e a Vida (João 11:25);
Ele é o Caminho e a Verdade (João 14:6);
O Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (João 1:29);
O único Fundamento (1Coríntios 3:11);
A Pedra de esquina (Efésios 2:20);
A Água da vida (João 4);
O Rei dos reis e Senhor dos senhores (Apocalipse 19:16);
O Amém de Deus (Apocalipse 22:20);
O Alfa e Ômega (Apocalipse 21:6).

Jesus pergunta para você hoje: “Quem dizem os homens que Eu sou?

Faça sua escolha!

Baseado em texto de Amin Rodor e C. S. Lewis.

Pense Bem…

Não digas tudo que sabes
Não faças tudo que podes
Não acredites em tudo o que ouves
Não gastes tudo o que tens

Por que?
– Quem diz tudo que sabe
– Quem faz tudo que pode
– Quem acredita em tudo que ouve
– Quem gasta tudo o que tem

Muitas vezes…
– Diz o que não convém
– Faz o que não deve
– Julga o que não vê
– Gasta o que não pode!
Provérbio Árabe

Cauda de Dinossauro com penas preservada no âmbar?

Texto original no Blog: Onze de Gênesis

Nestas primeiras semanas de Dezembro de 2016 a revista Current Biology (1) publicou um artigo informando que a primeira cauda de dinossauro com penas foi encontrada preservada no âmbar. A descoberta foi datada com impressionantes 99 milhões de anos.

 

Figura 1 – Amostra em âmbar da suposta cauda de dinossauro.

A pesquisa, conduzida pelo paleontólogo Lida Xing , da Universidade de Geociências da China, causou grande impacto e comentários nas redes sociais. Também recebemos diversos e-mails e mensagens sugerindo que a descoberta é a prova final de que dinossauros evoluíram para aves.

Então a equação é de fácil entendimento. Se a cauda é de um dinossauro e se ela tinha penas, isso prova que dinossauros evoluíram para aves. Se isto  aconteceu, a teoria geral da evolução está certa, e criacionistas estão errados.

Porém, esta é uma falsa interpretação da belíssima “jóia” encontrada no âmbar. Claro que compreendemos o desespero neodarwinista em desvirtuar as descobertas científicas fazendo com que elas provem algo que não é real. Mas queremos chamar a atenção dos leitores para alguns detalhes desta descoberta:

  1. Era uma cauda de dinossauro, ou de uma ave ?

O artigo da Current Biology cita “o arranjo espacial dos folículos e penas no corpo, e recursos em escala micrométrica da plumagem. Muitas penas exibem uma curta raque, esguio, com alternância de farpas e uma série uniforme de bárbulas contíguos.” (2)

Por que os autores não explicam a estreita semelhança destas penas para aquelas de aves que vivem hoje? De fato, esta descoberta em âmbar prova que as penas encontradas no registro fóssil são iguais as de hoje em dia, sem transição.

Sabemos que aves já foram classificadas erroneamente como dinossauros. Um caso clássico é o Archaeopteryx que, erroneamente, é apresentado como fóssil transicional da evolução dinossauro-ave. Porém, as evidências mostram que ele é apenas uma ave extinta e não um dinossauro. Os fósseis mostram que o Archaeopteryx tinha uma cauda longa e ossuda como o fóssil apresentado no âmbar.

Figura 5 – Fóssil de Archaeopteryx 

Outra ave extinta que tinha cauda com muitas vértebras era o Shenzhouraptor sinensis, com cerca de 25 vértebras e nem por isso podemos classificá-la como dinossauro.(2)

 

Figura 6 – Fóssil de Shenzhouraptor sinensis

  1. Seria um réptil com penas ?

Olhando para as espécies atuais não encontramos nenhum réptil com penas. Mas, num olhar no passado, encontramos fósseis de répteis que tinham penas. Não se tratam de “fósseis transicionais” e nem de “elos perdidos”, mas sim de espécies extintas. Um exemplo de réptil empenado é o Longisquama Insignis  (4).

Figura 2 – Longisquama Insignis

 

Figura 3 – Fóssil de Longisquama Insignis 

 

Figura 4 – Representação Longisquama Insignis

  1. O que mais o fóssil de âmbar pode nos revelar?

O interessante do texto na revista Current Biology é que eles citam que as amostras foram encontradas com “tecidos moles” e bem preservados. Sugere que vestígios de hemoglobina primário e ferritina permanecem presos dentro da cauda. Como poderiam tecidos moles serem preservados depois de 99 milhões de anos ?

Outra questão que nos chama a atenção é a “sujeira” que foi encontrada junto com as amostras de âmbar. Podemos encontrar detritos e até insetos, como na [ Figura 1], uma formiga inteiramente preservada.  A pergunta que não podemos deixar de fazer é : Será que esta espécie de formiga não sofreu quase nenhuma evolução em 99 milhões de anos, já que é similar as espécies atuais ?

E o que dizer destes outros insetos em amostras de âmbar ? Por que são tão semelhantes aos que encontramos na atualidade? Será que os quase 100 milhões de anos de evolução só tenham atingido as demais espécies sobre a terra ?

Figura 5 – Mosca preservada no âmbar

 

Figura 6 – Louva Deus preservado no âmbar

  1. De onde veio a amostra de âmbar ?
    A origem do fóssil encontrado é duvidosa. Enquanto fazia compras em um mercado de âmbar em Myanmar (antiga Birmânia) a amostra foi encontrada. Isso é muito preocupante quando falamos em “transicionais”, pois sabemos que a credibilidade da amostra é muito importante. Já tivemos problemas com anúncios desta ordem de amostras duvidosas. (5)

    Conclusão : Antes de considerarmos ele como “elo perdido” ou “fóssil transicional” temos que fazer um verdadeiro estudo sobre a evidência encontrada. Neodarwinistas tendem a pregar o evolucionismo como se fosse religião, ignorando até as leis mais óbvias da ciência.A amostra provavelmente é de uma ave extinta com cauda e isso não tem nenhum segredo evolutivo ou transicional escondido. O que criacionistas podem comemorar é o fato de mais uma vez evidências científicas mostrarem que não houve a macro evolução mitológica pregada. A descoberta mostra tecidos moles preservados, penas e insetos que não demostram evolução e nem um sinal de transição.

    REFERÊNCIAS :

(1) PUBLICAÇÃO CURRENT BIOLOGY – http://www.cell.com/current-biology/fulltext/S0960-9822(16)31193-9

(2) Xing, L. et al. 2016. A Feathered Dinosaur Tail with Primitive Plumage Trapped in Mid-Cretaceous Amber. Current Biology. 26: 1-9.

(3) Qiang J, et al. An Early Cretaceous Avialian Bird, Shenzhouraptor sinensis from Western Liaoning, China. Acta Geologica Sinica 2003; 77(1):21-27.

(4) Longisquana Insignis  – Jones TD, Ruben JA, Martin LD, Kurochkin EN, Feduccia A, Maderson PF, Hillenius WJ, Geist NR, Alifanov V. Nonavian Feathers in a Late Triassic Archosaur. Science. 2000 Jun 23;288(5474):2202-5.

(5) Austin, S. A. 2000. Archaeoraptor: Feathered Dinosaur from National Geographic Doesn’t Fly. Acts & Facts. 29 (3).

 

Texto original no Blog: Onze de Gênesis

Outros artigos relacionados com o assunto : 

ICR – http://www.icr.org/article/9759

AIG – https://answersingenesis.org/dinosaurs/feathers/did-dinosaur-get-feathered-tail-caught-in-amber/

Shenzhouraptor sinensis – http://paleoglot.org/files/Ji&_02.pdf

Receita: Almôndegas de Lentilha

lorranyOi pessoal, como comentei no meu último post, meu nome  é Lorrany e sou Engenheira de Alimentos. Hoje eu trouxe uma receita muito fácil, gostosa e nutritiva. Aprovada por toda família. Vale à pena conferir!

 

 

ALMÔNDEGAS DE LENTILHA

Ingredientes:

  • 1 xícara de lentilhas
  • 2 dentes de alho amassados
  • 1 cebola pequena picada, se preferir, ralada
  • Salsa e cebolinha a gosto
  • Sal a gosto
  • Temperos de sua preferência. Gostamos de bem temperadinho então costumo caprichar, uso páprica doce, açafrão, nós moscada, gengibre. Fica á seu critério.
  • Farinha de Rosca para dar liga
  • Opcional 1: alho poró, azeitonas, aveia em flocos, quinoa, amêndoas…
  • Opcional 2: gergelim ou alho granulado para envolver as almôndegas.

almondegas-de-lentilha

Modo de preparo:

  1. Cozinhe a lentilha até que fique bem macia, praticamente desmanchando.
  2. Doure a cebola e o alho, reserve.
  3. Escorra e transfira a lentilha para uma bowl (tigela), amasse até ficar um purê, se gostar pode deixar pedacinhos de lentilha.

*Outra opção é bater no liquidificador ou processar com um POUCO da água do cozimento.

  1. Adicione os demais ingredientes (exceto a farinha de rosca e o gergelim/alho granulado) e misture bem.
  2. Acrescente a farinha de rosca aos poucos até conseguir uma massa modelável.
  3. Se necessário, corrija o tempero.
  4. Com o auxílio de uma colher de chá, modele bolinhas e reserve em uma assadeira untada com óleo/azeite.

*Você pode modelar e congelar as bolinhas, futuramente é só descongelar e assar.

*Opcional, passar as bolinhas no alho granulado ou gergelim.

  1. Pré aqueça o forno em 180/200°C.
  2. Leve ao forno por ± 20 minutos, até que estejam bem cozidas.
  3. Sirva em seguida.

* Sugestão: Fica uma delicia com molho de tomate caseiro.

É isso, bem fácil, não?!

Abraço,

Lorrany

 

 

 

Site Oficial da Igreja Adventista do Sétimo Dia – Central Votuporanga, SP