diluvio

A profecia do dilúvio

diluvio

É muito bom estar com você novamente para juntos avançarmos no mundo das profecias.

As profecias são importantes porque nos ajudam a conhecer melhor a Deus. Através delas podemos ver o amor e a misericórdia de Deus e também a paciência que Ele tem.

Segundo Gênesis 7:6, Noé era da idade de 600 anos, quando veio o dilúvio. Com esta informação podemos chegar a idade de Noé, quando ele falou com Deus.

Gênesis 6:3, última parte, diz: “Porém os seus dias serão cento e vinte anos”. Por que Deus estava disposto a agir desta forma? A resposta está em Gênesis 6:13: “Então disse Deus a Noé: Resolvi dar cabo de toda carne, porque a terra está cheia da violência dos homens; eis que os farei perecer juntamente com a terra.”

O grande sonho de Deus tinha sido frustrado pela escolha de Adão e Eva e pela atuação de Satanás. A violência dominava a terra. A lei do mais forte é que prevalecia. A justiça era feita, mas não de uma forma justa. O homem, que foi fruto exclusivo das mãos do Criador, agora estava a serviço de Satanás.

Amigo ouvinte, quando você começa a praticar atos de violência contra você mesmo, contra o seu corpo, usando álcool, fumo, drogas, se prostituindo, você passa a ser dominado por Satanás.

No sonho de Deus, ao criar o homem, a violência não fazia parte. Que pena que o homem se corrompeu tanto e a maldade atingiu um nível tão elevado que o próprio Deus se arrependeu de ter feito o ser humano. Gênesis 6:6 e 7 confirma: “então, se arrependeu o SENHOR de ter feito o homem na terra, e isso lhe pesou no coração. Disse o SENHOR: Farei desaparecer da face da terra o homem que criei, o homem e o animal, os répteis e as aves dos céus; porque me arrependo de os haver feito.”

Nem tudo, porém, estava perdido. No meio da maldade havia alguém que era justo, correto. “Porém Noé achou graça diante do SENHOR. Eis a história de Noé. Noé era homem justo e íntegro entre os seus contemporâneos; Noé andava com Deus. Gerou três filhos: Sem, Cam e Jafé .” Gênesis 6:8 e 9.

Amigo ouvinte: não viva de uma forma desiludida e pessimista. Nem tudo está perdido. Há muita corrupção no mundo de hoje. Há violência contra o patrimônio, seja público ou privado. Muita violência contra a família. Poucos querem construir uma família enquanto um grande grupo está empenhado em destruí-la. Hoje impera a violência contra as crianças. Não podemos negar. Mas temos que nos lembrar que há muitos homens e mulheres que não se corrompem. Há muitos que respeitam o patrimônio alheio. Há muitos que zelam pela família, e por uma boa educação.

Assim foi nos dias de Noé. Ele era um homem justo. Ele andava com Deus. Deus vendo tudo isto deu 120 anos, tempo suficiente para que todos fossem avisados e entrassem na arca.

Algumas pessoas perguntam hoje: “E se todos se convertessem caberiam na arca?” Tenho certeza que se todos se convertessem, não haveria dilúvio. Assim como aconteceu com Nínive no tempo do profeta Jonas.
Noé era um homem correto e Deus o escolheu quando tinha 480 anos para anunciar ao mundo, que ele teria a seu fim. Deus daria 120 anos de tolerância. Mas, infelizmente, o tempo não foi aproveitado. Usaram o tempo para zombar, escarnecer e desprezar a Deus.

Hoje, quando as verdades da Bíblia são apresentadas, muitos reagem da mesma forma que os antediluvianos: zombam, fazem piadas e desprezam a Palavra de Deus totalmente. Mas a profecia do dilúvio se cumpriu no tempo determinado. Findo os 120 anos, Noé e sua família entraram na arca e a chuva caiu torrencialmente. “No ano seiscentos da vida de Noé, aos dezessete dias do segundo mês, nesse dia romperam-se todas as fontes do grande abismo, e as comportas dos céus se abriram, e houve copiosa chuva sobre a terra durante quarenta dias e quarenta noites.” Gênesis 7:11 e 12.

Muitos hoje temem o fim do mundo, mas quem, porém, seguir o exemplo de Noé, não precisará ficar aterrorizado. Como agiu Noé diante da profecia da destruição do mundo pelo dilúvio? Gênesis 6:9 responde: “Noé andava com Deus.” Gênesis 7:5 – “Fez Noé conforme tudo o que o Senhor lhe ordenara.”

Amigo ouvinte, não tema o futuro, ande com Deus, faça tudo que Deus ordenou e o futuro será feliz e vitorioso. “O cristão não teme o futuro, o cristão prepara-se para o futuro”.

Não esqueça, porém, “Crede no Senhor vosso Deus e estareis seguros, crede nos seus profetas e prosperareis”. II Crônicas 20:20.

Fonte:
Encontro com as Profecias
WGospel – Rede Maranatha de Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *