alegria eterna

Alegria eterna

alegria eterna

A profecia de hoje foi feita por Isaías aproximadamente no ano de 713 AC e está registrada no capítulo 35:10. “…e os remidos do Senhor voltarão e entrarão em Sião com júbilo; alegria eterna coroará as suas cabeças. Gozo e alegria alcançarão, e deles fugirá a tristeza e o gemido”.

Esta profecia foi proferida quando os habitantes de Jerusalém viviam o pavor de uma nova invasão de Senaqueribe, rei da Assíria. O medo, a tristeza e a dor estavam às portas de Jerusalém. Nessa hora surge Isaías com um recado que era um conforto para quem o ouvia, porém o cumprimento não seria naqueles dias. Quero, porém, chamar a sua atenção para o fato de que Deus usou uma situação dramática do povo de Jerusalém para deixar uma mensagem de esperança. O temor era real, a alegria tinha fugido do rosto de todos, o pesadelo de mais uma invasão parecia iminente. Deus, porém, usou este momento de profunda ansiedade para mostrar que algo melhor os aguardava.

Para entendermos melhor a profecia de hoje precisamos analisar alguns versos que antecedem o texto escolhido para este programa. O profeta inicia o capitulo 35 mencionando que chegaria o tempo que tudo seria diferente. A terra não teria deserto, as flores seriam abundantes, os animais seriam mansos…

Quando aconteceria ou acontecerá essa mudança? A Bíblia diz que tudo começará a ser diferente quando Jesus retornar pela segunda vez a esta terra. “Vede, eu crio novos céus e nova terra. Não haverá lembrança das coisas passadas, nem mais se recordarão” (Isaías 65:17).

O próprio Isaías garante que Deus criará um novo céu e nova terra, e que neste lugar não haverá lembrança do passado. Amigo ouvinte, esta profecia é a que mais nós aguardamos, pois quando ela for cumprida, todos os problemas que hoje nos afligem serão para sempre eliminados. A profecia feita por Isaías diz que os remidos entrarão em Sião com júbilo. Também afirma que o passado cheio de ansiedades e frustrações será para sempre esquecido. A luta pela sobrevivência ficará definitivamente para trás. A doença, a morte, a dor, que tanto tempo nos tomou, ficará nas teias do esquecimento. Ah! meu querido amigo ouvinte, como será maravilhoso viver nesse novo céu e nova terra.

Hoje temos apenas momentos felizes. A profecia, porém, afirma que no céu e na nova terra a alegria será eterna. Todas as coisas contribuirão apenas para produzir alegria e felicidade. É muito comum encontramos grupos de pessoas que não conseguem mais sorrir. A vida lhes tirou tudo o que poderia proporcionar felicidade. Alguns perderam os bens que conquistaram numa vida inteira; outros perderam familiares e amigos para as drogas ou violência. A saúde vai mal. Doenças incuráveis e depressão afligem milhões em todos os lugares.

Amigo ouvinte, o que estou descrevendo aqui não é poesia ou ficção. É a realidade que está diante de nós em cada rua, em cada esquina. Se você, por acaso, não tem nada mais que lhe dê alegria, posso dizer que você está como os habitantes de Jerusalém, quando Senaqueribe estava prestes a invadir a cidade. Para esse povo o profeta afirmou que chegaria um tempo que a alegria seria eterna.

E onde podemos encontrar esta alegria eterna? Salmo 33:12 responde: “Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o Senhor..” A expressão bem-aventurada (o) significa feliz. Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor. Felicidade plena só é possível quando Deus preenche todos os espaços da vida. A fama, o dinheiro, o poder, um corpo atlético, não são os únicos ingredientes para tornarem uma pessoa feliz, como muitos defendem. A verdadeira felicidade só vem quando Deus faz parte da vida. Eu diria, ainda, as palavras de Davi desta forma: Feliz é a pessoa cujo Deus é o Senhor.

A grande verdade é que uma pessoa sem Deus é vazia. Muitos passam a vida toda em busca de algo que de fato nunca encontrarão: a verdadeira felicidade. Quando Deus se torna real em nossa vida, a felicidade não dependerá apenas de coisas ou pessoas que nos cercam.

O outro ponto desta profecia que precisamos atentar é para o que não mais haverá. Vimos anteriormente que a alegria eterna tomará conta de nossa vida, porém, na parte final da profecia de Isaías é apresentado que a tristeza e o gemido fugirão de todos. No lar prometido por Cristo, a dor e o sofrimento, a tristeza e o gemido não farão parte da experiência humana. O apóstolo João afirmou: “Eu vi um novo céu e uma nova terra, pois já o primeiro céu e a primeira terra passaram e o mar já não existe. Deus enxugará de seus olhos toda a lágrima. Não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor, pois já as primeiras coisas são passadas” (Apocalipse 21:1,4).

A profecia feita por Isaias, cerca de 713 anos antes de Cristo nascer, foi confirmada por João aproximadamente 100 anos depois de Jesus. Isto mostra a importância deste assunto. O sofrimento, a dor, a morte, o gemido são reais e o cristianismo nunca os ignorou, mas também é real a profecia e é real o seu cumprimento.

Hoje vivemos num mundo de lágrimas, de dor e de sofrimento, mas cabe a nós cristãos aguardar com toda a ansiedade o cumprimento de mais esta profecia. Como é bom saber que algo melhor nos aguarda. Isto é tão forte, tão poderoso, que no momento da crise, o peso é suportado com maior coragem.

Espero que o seu grande sonho também seja muito em breve estar neste lar onde a alegria reinará para sempre. Por isso, creia no Senhor e você estará seguro. Creia nos profetas dEle e você prosperará.

 

Fonte:
Encontro com as Profecias
WGospel – Rede Maranatha de Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *