menino prodigio

O menino prodígio

menino prodigio

A profecia que vamos estudar hoje está registrada no livro de Isaías 9:6. “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o principado está sobre os seus ombros, e o seu nome será: Maravilhoso conselheiro, Deus forte, Pai da eternidade, Príncipe da paz”.

Isaías está falando, nos capítulos anteriores, da paz que Judá iria desfrutar e, aproveita para incluir no discurso uma profecia sobre o grande Príncipe da paz. Os termos utilizados não podem ser aplicados a nenhum rei ou governante desta terra.

Não há dúvida de que Isaías estava falando do grande Rei do universo, de Jesus Cristo. Isaías, inspirado por Deus, profetizou a vinda do Messias mais de 700 anos antes do menino Jesus nascer em Belém.

É interessante que em nenhum outro lugar da Bíblia há uma descrição tão bela, com tanto sentimento, como esta do futuro rei de Israel feita por Isaías. Foi ele quem mais profetizou sobre Jesus e o trabalho que o Salvador faria na Terra. Isaías, além de anunciar o futuro rei, descreve como seria o reinado e que tipo de funções exerceria.

Vamos analisar algumas partes da profecia e o cumprimento delas.

“O principado está sobre os seus ombros”. Que quer dizer a palavra principado? Segundo o dicionário Aurélio significa: Dignidade de Príncipe, ou Estado ou território cujo o soberano é o príncipe. Segundo a profecia de Isaías, Cristo governará em todo o céu e em toda a terra.

Daniel também profetizou sobre esse mesmo assunto. “Mas nos dias destes reis, o Deus do céu levantará um reino que jamais será destruído… E será estabelecido para sempre” (Daniel 2:44). “Chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É me dado todo o poder na terra e no céu” (Mateus 28:16). Nos evangelhos, Jesus menciona com freqüência o reino dEle. Poderíamos ilustrar isso dizendo que Ele foi eleito, ao vencer o usurpador Satanás na cruz. Porém, ainda não assumiu. Isso acontecerá quando regressar segunda vez, conforme prometeu.

“Maravilhoso conselheiro”. A melhor tradução seria: maravilhoso conselheiro, e não maravilhoso, conselheiro. Este título dá a idéia de sabedoria, bondade e consideração.

Amigo ouvinte, o primeiro a quem você deve buscar um conselho é Jesus. Nunca O deixe de fora das pequenas ou grandes decisões de sua vida. Converse diariamente com Jesus, conte para Ele das suas alegrias, realizações, planos, sonhos, metas, desejos, tendências. Converse com Ele. É o melhor conselheiro que existe e o bom de tudo isto é que Ele não cobra nada e não é fofoqueiro.

Isaías, profetizou que viria um grande conselheiro. Ele veio. Não há como discutir. Ele dividiu a história. Ele motiva e inspira milhões e milhões em todo o mundo. Ele é o nosso conselheiro!

“Deus forte, Pai da eternidade”. Jesus, o Filho não é menos que Deus o Pai. Desde a eternidade, Ele foi um com o Pai. “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus. Todas as coisas foram feitas por meio dEle, e sem Ele nada do que foi feito se fez” (João 1:1,3).

Jesus é Deus forte, muito mais forte do que todas as forças do mal juntas. Se, em algum momento, você se sentir fraco, impotente diante das dificuldades, saiba que Jesus é Deus forte. Pela palavra dEle tudo se fez e, hoje, por Sua palavra, um novo sentimento pode ser criado dentro de cada um de nós. Não esqueça; Jesus é Deus forte. Satanás não tem como vencê-lo.

“Príncipe da paz”. A ONU tenta quase em vão levar a paz ao mundo, mas é impossível, pois o homem sem Cristo, não tem paz. E quando ela é conseguida, é passageira; é uma tranqüilidade apenas temporária. A paz verdadeira só acontece quando o homem é possuído pelo mesmo sentimento que havia em Jesus. Esta foi a herança que Ele deixou, quando aqui esteve: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou. Não vo-la dou como o mundo a dá…” (João 14:27).

Li a bonita história de duas nações, que após muito tempo de conflito encontraram a paz. Argentinos e Chilenos estavam em guerra por causa de suas fronteiras. No ano de 1900, quando o conflito estava no auge, alguns cidadãos, imploraram que o rei Eduardo VII, da Inglaterra fosse o mediador do conflito. Ambos os governos aceitaram o acordo, e no dia 28 de maio 1903, o acordo foi assinado. Durante os festejos a Sra. Costa, uma distinta dama Argentina, sugeriu que para selar este acordo, deveriam fazer um monumento comemorativo e sugeriu que os canhões usados na guerra fossem derretidos e moldados na imagem de Cristo. Hoje nas montanhas do Andes, há uma estátua de bronze representando a Cristo. Na base de granito estão gravadas em espanhol as seguintes palavras: “Será mais fácil que estas montanhas se desfaçam em pó, do que Argentinos e Chilenos quebrem o concerto de paz firmado aos pés de Cristo, o Redentor”.

Amigo ouvinte, segundo o apóstolo Paulo, a paz de Cristo excede, ultrapassa, a todo o entendimento (Filipenses 4:7). Setecentos anos antes Isaías profetizou a chegada desse Menino. Ele veio e tudo o que estava profetizado aconteceu. A palavra profética foi confirmada mais uma vez.

Por isso, nunca é demais lembrar: Creia no Senhor Deus e você estará seguro. Creia nos profetas dEle e você prosperará.

 

Fonte:
Encontro com as Profecias
WGospel – Rede Maranatha de Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *