josias derruba altar

O menino vai derrubar o altar

josias derruba altar

A profecia que vamos estudar agora é muito interessante porque mostra que Deus está no comando deste mundo. Também revela Deus utilizando-se das crianças para fazer a obra dEle. Está em I Reis 13:2 – “Clamou o homem contra o altar, por ordem do Senhor: Altar, altar! Assim diz o Senhor: um filho nascerá à casa de Davi, cujo nome será Josias, o qual sacrificará sobre ti os sacerdotes dos altos que queimam sobre ti incenso, e os ossos humanos se queimarão sobre ti”.

Quem fez esta profecia? Esta profecia foi feita por alguém cujo nome não é revelado. No texto é chamado de “o homem de Deus”. “Por ordem do Senhor um homem de Deus veio de Judá a Betel, quando Jeroboão estava junto ao altar, para queimar o incenso” (I Reis 13:1).

Antes de analisarmos a profecia em si, convém lembrar o que estava acontecendo nessa época com o povo de Israel, mais especificamente com a parte norte, que nesse momento era governada por Jeroboão. (Apenas uma dica para o ouvinte entender o contexto histórico: após a morte de Salomão, Israel se dividiu em dois reinos. O norte com 10 tribos e o sul com duas tribos).

Hoje vamos nos concentrar no norte. Jeroboão, foi o primeiro rei da nação. Ele era da tribo de Efraim, portanto era um efraimita. Nos dias de Salomão ele já se destacava. I Reis 11:28 conta: “Ora, Jeroboão era homem valente e capaz, e vendo Salomão que o jovem era trabalhador colocou-o sobre a carga da casa de José”.

Jeroboão era um líder. E ao assumir o governo das 10 tribos logo começou a fazer de tudo para que o povo do norte não tivesse mais contato com Jerusalém, no sul. I Reis 12:28 relata que “… tendo tomado conselho, fez dois bezerros de ouro. E disse ao povo: É muito trabalho para vós subir a Jerusalém. Vês aqui teus deuses, ó Israel que te fizeram subir da terra do Egito”. Assim o povo foi convidado pelo rei a se prostrar perante as imagens de ouro e adotar formas estranhas de culto.

O rei não poderia dirigir os serviços religiosos; ele precisava dos levitas. Tentou então convencê-los a serem sacerdotes nessa nova modalidade de culto. Porém, os levitas sinceros não aceitaram essa forma espúria de adoração.

Note então o que o rei fez para continuar na sua prática errada de culto: “Jeroboão fez casa nos altos e constituiu sacerdotes de todo o tipo de gente, embora não fossem dos filhos de Levi” (I Reis 12:31). Jeroboão deixou de lado os sinceros e nomeou qualquer um para exercer a função de sacerdote. E aí o povo foi gradativamente deixando o Deus criador do céu e da terra e passou a adorar imagens. Alguns fugiram do norte para o sul onde, em Jerusalém, poderiam adorar o verdadeiro Deus.

Infelizmente hoje também, muitos, além de adorar estátuas sem vida, levam outros a idolatria de imagens. E isso é muito grave. Viver abertamente em contradição com a Bíblia e, pior, levar outros a fazerem a mesma coisa!

Esta era a situação espiritual do reino do norte no ano de 975 antes de Cristo. O homem de Deus anunciou o nascimento de um menino, o nome dele e a tarefa que teria de desempenhar. Isto não era muito comum, mas em algumas ocasiões Deus assim procedeu. O profeta clamou contra o altar e profetizou o nascimento de Josias.

A profecia foi feita no ano 975 antes de Cristo. Após 336 anos cumpriu-se a predição. Josias nasceu e, com 8 anos de idade, começou a reinar. Reinou entre os anos 639-609 antes de Cristo. É claro que no princípio Josias era rei só de nome. Aos 16 anos, porém, começou a impor a sua vontade. Passou a destruir os altares e o sistema de adoração que os seus antepassados, principalmente Jeroboão, haviam instituído. Assim, trezentos anos depois aquele mesmo altar erguido por Jeroboão é, finalmente, destruído por Josias (II Reis 23:15).

Há outra coisa que gostaria de destacar também: a autoridade religiosa não esta no seu líder religioso, seja ele quem for. A autoridade está na palavra do Senhor. Não é porque é o líder que está falando que, necessariamente, ele esteja certo. Só estará certo se falar de acordo com a palavra de Deus. E este foi o segredo de Josias. Ele fez as mudanças pela palavra do Senhor. Nesse tempo a vontade de Deus era ignorada, pois o livro da lei estava perdido. Nos dias de Josias foram fazer uma reforma no templo e acabaram, por acaso, encontrando o livro da lei. E quando o livro da lei foi lido, Josias rasgou as suas roupas (II Reis 22:11). O desespero do rei foi tão grande ao constatar quão longe Israel estava de Deus que ordenou que seus servos fossem imediatamente consultar ao Senhor (II Reis 22:13).

Jeroboão e Josias. Dois caminhos diferentes, duas avaliações diferentes de Deus. Após trinta anos de reinado, numa batalha contra os egípcios, Josias morreu. E Deus o avaliou desta forma: “E fez o que era reto aos olhos do Senhor, e andou em todo o caminho de Devi, seu pai, e não se apartou dele nem para a direita nem para a esquerda” (II Reis 22:2). Josias morreu aos 39 anos de idade, mas é lembrado até hoje o menino rei, que viveu para fazer a vontade de Deus. Andou nos caminhos do Senhor; teve postura de um verdadeiro líder.

E, quanto a você: após viver todos os seus anos, qual será o resultado da avaliação que Deus fará? O que será dito a seu respeito após a sua morte?

Pense nisso e, não esqueça: “Creia no Senhor Deus e você estará seguro; creia nos profetas dEle e você prosperará.”

 

Fonte:
Encontro com as Profecias
WGospel – Rede Maranatha de Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *