sansao

Poderia ter sido mas não foi

sansao

Que bom estar aqui mais uma vez! Vou estudar com você a vida de mais um integrante da família do velho Israel. O texto está em Gênesis 49:16 e registra a profecia de Jacó para seu filho Dã: “Dã julgará o seu povo, como uma das tribos de Israel”.

E quem foi Dã? Ele foi o primeiro filho de Bila, serva de Raquel. Este verso faz uma referência sobre a atividade que, no futuro, a tribo de Dã desempenharia no cenário israelita. Eles ocupariam um lugar notável e teriam uma obra muito importante a realizar. E esta profecia se cumpriu parcialmente no final do período dos Juizes quando Sansão, que era da tribo de Dã, julgou Israel por um período de vinte anos (Juízes 13:2).

Amigo ouvinte, neste ponto temos que dar uma pausa na história para retirarmos algumas lições. Havia uma profecia, e esta demorou a acontecer e quando aconteceu, o primeiro que foi chamado por Deus, não aproveitou a oportunidade para cumprir plenamente a vontade do Senhor. A Sansão foi dado o privilégio de julgar o povo, mas os seus desejos pessoais sempre estiveram em primeiro lugar e isso foi decisivo para o seu fracasso. Sansão poderia ter sido um gigante em Israel. Terminou, porém, como um palhaço nas mãos dos Filisteus.

Sansão fracassou na missão que Deus lhe havia dado, mas a culpa não foi de Deus. A culpa foi somente dele. Veja como a história se repente. Muitos, hoje, querem culpar os outros e, às vezes, até o próprio Deus, pelos seus fracassos. Lembre-se, amigo ouvinte, que na maior parte das vezes o único culpado pelos fracassos da vida somos nós mesmos. A constatação é dura, porém é a verdade. No caso de Sansão os pais dele até que tentaram ajudar. Em uma delas, por exemplo, quando conversavam sobre um casamento não aprovado, Sansão desprezou as recomendações dos pais, dizendo o seguinte: “Toma-me esta, porque ela muito me agrada” (Juízes 14:6).

Sabe, nunca devemos esquecer que o Deus do céu quer o teu e o meu sucesso. Ele quer que você vença. Ele quer que você seja um campeão, mas nunca assuma a atitude de Sansão. Nunca coloque os seus desejos acima da vontade de Deus. Deus tem que ser sempre o primeiro, hoje, amanhã e enquanto vivermos. Que triste exemplo de quem nasceu para vencer e por suas escolhas pôs tudo a perder!

Da tribo de Dã, o primeiro que teve a oportunidade para julgar foi um fracasso e, acredite, ele tinha todas as condições de fazer um grande trabalho. Fora chamado e capacidade pelo próprio Deus.

Agora vamos ler Gênesis 49:17: “Dã será uma serpente junto ao caminho, uma víbora junto a vereda, que morde os calcanhares do cavalo, e faz cair o seu cavaleiro por detrás”. Esta declaração descreve o caráter da tribo. Não é a coisa mais agradável ser comparado a uma serpente. A serpente é detestada pela maioria das pessoas. Ela é repugnante. Dã é comparado com esse réptil que não inspira boas lembranças. As características de uma serpente não são difíceis de identificar. Normalmente escondida na sujeira, ela é rápida, astuta, e quase sempre mortal em seu ataque.

Novamente a pessoa que melhor ilustra esta característica de uma serpente é o próprio Sansão. Sansão, com astúcia semelhante a de uma serpente, derrubou os seus inimigos mais fortes. O capitulo 18 de Juízes dá a entender que foi a tribo de Dã que introduziu o culto a ídolos em Israel. Uma nação que era para adorar somente o Deus do céu, agora através de alguns membros da tribo de Dã, começa a adorar imagens de escultura, o que já tinha sido proibido pelo Senhor.
Amigo ouvinte, mais uma coisa precisa de nossa atenção: não é porque uma pessoa se diz cristã que todas as ações dela estarão corretas. Tudo tem que ser avaliado pela Bíblia Sagrada. A Bíblia e só a Bíblia contém a verdade. Estes homens de Dã agiram de forma contrária a vontade de Deus.

Hoje há muitas pessoas que se dizem cristãs; a vida religiosa, porém, está repleta de coisas que nunca foram aprovadas por Deus. Novamente a tribo de Dã é um exemplo disso. A Bíblia registra que a introdução da adoração de imagens veio de um roubo que os Danitas fizeram do povo de Laís, um povo pagão!

Amigo ouvinte, quanto custa agir de forma contrária a vontade de Deus? Para esta tribo custou ficar fora da lista de Apocalipse 7. O que contém esta lista? Contém a relação dos 144 mil. São relacionados todos os nomes dos filhos de Jacó que fazem parte da Canaã celestial. O nome de Dã, porém, foi omitido e no seu lugar o apóstolo João inseriu o de um sobrinho, Manassés, um dos filhos de José. A tribo de Dã foi excluída da Canaã celestial porque introduziu na nação de Israel aquilo que Deus não aprovara.

Portanto, a profecia a respeito de Dã cumpriu-se ao pé da letra por causa da falta de caráter e atitude de rebeldia e idolatria por parte de seus integrantes. Como terrível conseqüência, ficaram de fora da lista da Canaã Celestial. Isso é triste, não é mesmo?

Convido você, amigo ouvinte, a refletir e aplicar as lições da tribo de Dã em sua vida, atitudes e decisões. Um exemplo a não ser seguido. Faça isso e, não esqueça da promessa: “Creia no Senhor teu Deus e você estará seguro. Creia nos profetas dEle e você prosperará”.

 

Fonte:
Encontro com as Profecias
WGospel – Rede Maranatha de Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *