graos de arroz

Forma mais comum de cozinhar arroz pode trazer risco à sua saúde diz reportagem

Artigo de nossa consultora de saúde, Lorrany Matos.

 

 

O arroz está no banco dos réus. Uma reportagem recente divulgada em diversos meios de comunicação tem informado que é possível encontrar arsênio “As” no arroz. Mas isso pode ser mudado dependendo da maneira como você o prepara. Leia mais a seguir.

O arsênio (representado na da tabela periódica como “As”) é um elemento químico tóxico e amplamente encontrado na biosfera. Dependendo da solubilidade dos compostos de “As” (arsênio) são facilmente absorvidos, tanto por via oral e por inalação. A exposição ao “As” está sendo associados a doenças cardiovasculares, câncer e diabetes. Exemplos de fontes de exposição: fumaças e poeiras industriais, produtos de uso agropecuário, água e alimentos contaminados. A relação com o arroz está no cultivo, onde geralmente é em solos inundados, o “As” é encontrado naturalmente no solo, com o excesso de água leva a uma maior mobilização do “As”, resultando no acúmulo pela planta, principalmente nos grãos.

graos de arroz

“A alternativa para o consumo seria usar uma proporção de cinco partes de água para uma parte de arroz e ainda tirar o excesso de água. Com isso, os níveis do produto tóxico foram quase reduzidos pela metade. A segunda é deixar o arroz de molho durante a noite e depois drenar a água. Assim, o grau de toxina é reduzido em 80%.”

Confira reportagem da Revista Exame.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *