Arquivo da tag: perca

Oportunidade perdida

flecha

A profecia que estudaremos hoje está registrada em II Reis 13:17 “E disse: Abre a janela para o oriente. E abriu-a; Então disse Eliseu: Atira. E atirou. E disse: A flecha do livramento do Senhor é a flecha contra os Sírios; porque ferirás os Sírios em Afeca, até os consumir”.

Esta profecia foi feita pelo profeta Eliseu, bem no final de sua vida. Segundo o texto bíblico, Eliseu estava doente e, provavelmente, com algo que não teria cura. O destinatário da profecia era Jeoás, o décimo terceiro rei de Israel. Sempre é bom lembrar que Israel é a parte norte, com capital em Samaria. Jeoás reinou dezesseis anos, de 798-782/1 AC (II Reis 13:10). Não podemos confundir esta Jeoás ou Joás, que foi rei em Israel, com o Joás, filho de Acazias, que foi rei em Judá, parte sul, por quarenta e um anos.

A parte norte de Israel vinha por muitos anos sendo castigada pelas constantes invasões dos Sírios. Muitas cidades já haviam sido tomadas do outro lado do Jordão. Os Sírios quase destruíram por completo a nação de Israel, mas no reinado de Joás, as coisas começaram a mudar.

Mas a grande verdade é que pouco restou de Israel. Note a descrição de bíblia. “Porque não deixou a Jeoacaz mais povo, senão só cinqüenta cavaleiros, e dez carros, e dez mil homens de pé; por quanto o rei da Síria os tinha destruído e os tinha feito como pó, rilhando-os” (II Reis 13:7). Este era o problema que Joás herdou quando assumiu o trono de Israel. Ele precisava se defender dos Sírios, porém não dispunha de um exército capaz de enfrentá-los.

Diante dessa situação Jeoás só poderia recorrer a Deus. E aqui ele nos deixa um belo exemplo. Foi até Eliseu, que estava doente. O encontro emocionante é descrito em II Reis 13:14-19. Ao chegar diante do velho profeta, o rei o chama de pai. De fato Eliseu, tinha sido um pai para Israel. O jovem rei, mesmo cometendo vários pecados contra Deus, reconhecia que Eliseu era um grande pai para o povo. Ao ver o profeta deitado em seu leito de morte o rei chorou e desabafou sua luta.

Amido ouvinte, assim devemos tratar nossas lutas, angústias e problemas. Correr para os braços de Deus. Talvez eu esteja falando para alguém que acha que o seu problema não tem solução. Não estou menosprezando os psicólogos, conselheiros e psiquiatras. Eles são importantes. Quero lembrá-lo, porém, de Alguém que está pronto, a qualquer momento para ouvir seu desabafo e enxugar suas lágrimas. Se você se sente acabado, destruído, corra até Deus, chore, conte todos os seus anseios, tristezas; eu tenho certeza que Deus não deixará você sair vazio, sem resposta.

Voltemos a profecia de hoje. O profeta Eliseu, mesmo em seu leito de morte, teve forças para se levantar e fazer a sua ultima profecia. A ordem era para que o rei pegasse um arco e flechas. Isto simbolizava que o rei teria que enfrentar o problema. Muitos têm problemas sérios na vida, porém querem que os outros resolvam para ele. Se o “abacaxi” é seu, é você quem tem que descascar. Não queira transferir a responsabilidade para os outros. Ponha a mão no arco! Lute!

Enquanto o rei segurava o arco, o velho profeta chegou por trás, e colocou as suas mãos em cima das mãos do rei. Aqui, está a parte mais linda desta história. O profeta queria dizer para o rei que ele não estava sozinho. O profeta simbolizava Deus. Deus estaria com o rei ao enfrentar os desafios. Ah! Meu amigo ouvinte, que grande mensagem para todos nós! Não estamos sozinhos! As mãos de Deus estão sobre as nossas mãos. Deus também estará com você, porém lembre-se: as mãos do profeta só foram colocadas no arco após o rei ter colocado as suas. Isto mostra que Deus nunca fará o que você puder fazer. Deus nunca fará o que compete ao homem, porque se assim fizesse, estaria criando acomodados, preguiçosos. Deus detesta a preguiça, o comodismo, os aproveitadores.

Quando a flecha foi lançada, Eliseu fez a sua ultima profecia. Nela foi dito que os Sírios seriam vencidos. Estava profetizando o fim do problema de Joás. A profecia diz que feriria os Sírios em Afeca até os consumir. Lembre-se deste detalhe. A profecia dizia que eles seriam consumidos. Então uma nova ordem foi dada ao rei. “…Toma as flechas. E tomou-as. Então disse ao rei de Israel: Fere a terra. E feriu a terra três vezes e cessou” (II Reis 13:18).

O verso seguinte diz que quando o profeta viu o comportamento do rei em ferir a terra três vezes e ficou profundamente indignado. Feriu três vezes e parou. Parou muito cedo. Devia ter atingido a terra cinco ou seis vezes, mas foram apenas três. O ato de ferir a terra mostrava que não seria uma tarefa fácil. O rei estava sendo posto à prova. A batalha seria dura! Deus nunca disse que a vida seria fácil para o cristão, mas o que Ele prometeu, é que estaria conosco, em todos os momentos.

Amigo ouvinte, se os problemas da sua vida não foram eliminados, a falha não está em Deus Pode estar com você. Os resultados sempre serão proporcionais ao seu esforço. Deus quer que seus filhos nos dias atuais compreendam isto, de forma bem clara. Muitos hoje reclamam de falta de sorte, de falta de oportunidades, e culpam outros por seus fracassos pessoais. Deus quer que você seja um vencedor. Dependerá de quantas vezes você desejar ferir a terra. Os vencedores feriram muitas vezes. Os medíocres farão o mínimo possível, o menos trabalhoso, o que todo mundo está fazendo; não andarão a segunda milha!

Amigo ouvinte, faça sua parte e creia no Senhor para estar seguro. Creia nos profetas dEle e você prosperará.

 

Fonte:
Encontro com as Profecias
WGospel – Rede Maranatha de Comunicação